sexta-feira, 29 de setembro de 2017

Fotos do ECADEC 2017

 Defesa Civil RJ e Corpo de Bombeiros participam de exercício simulado de preparação para desastres
A Roer petropolis ( Rede de 0perações de Emergência de Radio Amadores) em conjunto com a Rener (Rede Nacional de Emergência de Radio Amadores),assumiu todas as comunicações deste evento em Petrópolis, sendo que as comunicações serão feitas sem fazer uso de celulares e energia elétrica , faremos uso de baterias , montaremos pontos de comunicações na Defesa civil,32 batalhão de infantaria,Crus vermelha e no cindacta .































terça-feira, 18 de abril de 2017

primeira reunião do Plano Inverno

Objetivo é elaborar um plano para redução e combate aos incêndios florestais.
Começou nesta segunda-feira (17.04) a elaboração do “Plano Inverno”, que vai organizar o combate aos incêndios florestais que atingem Petrópolis no período de estiagem. O evento aconteceu na Sala de Cooperação da Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias. O encontro teve a presença do prefeito Bernardo Rossi, que destacou a importância do planejamento de ações frente ao histórico de queimadas na cidade.
“Nos últimos 12 anos foram mais de 15 mil hectares perdidos. Precisamos olhar para os incêndios florestais como um perigo para nossa cidade e, dessa forma, pensarmos na prevenção. A estiagem é um período crítico para Petrópolis. Acredito que vamos responder da melhor maneira avaliando esta questão de forma antecipada e planejando estratégias de ação”, disse o prefeito.
O secretário de Defesa Civil e Ações Voluntarias, coronel Paulo Renato Vaz, citou a campanha “Xô Mosquito” como um exemplo de trabalho de prevenção. Neste ano, Petrópolis registrou apenas 26 casos de dengue – uma redução de quase 96% no número de casos em comparação ao ano passado. Em 2016, foram 789 notificações, com dois óbitos devido a complicações decorrentes da doença.
“Durante o verão nossas equipes trabalharam na campanha “Xô Mosquito” e o resultado final foi a redução em 96% dos casos. O objetivo do plano de inverno é o mesmo; realizarmos um trabalho preventivo para evitar os casos de queimadas, que fragilizam o solo e potencializam os riscos de deslizamentos posteriormente, no verão. Vamos tratar os incêndios florestais com a importância devida, sempre de forma preventiva”, afirma Paulo Renato.
Fred Procópio, secretário de Meio Ambiente, destacou o impacto das queimadas sobre o ecossistema e a degradação ambiental que atinge nascentes de água, ponde em risco o abastecimento na cidade.
“Os incêndios causam uma série de malefícios para o meio ambiente, como a destruição de habitats naturais, degradação de nascentes e a erosão no solo. Também temos a extinção de espécies de fauna e flora. Esse trabalho de prevenção é fundamental para nossa cidade, que conta com uma extensa área de mata que precisa ser preservada”, disse Fred.
Participaram deste primeiro encontro representantes do Ministério Público, Polícias Civil e Militar, Corpo de Bombeiros, Exército, Aeronáutica, Cruz Vermelha, SAMU e órgãos ambientais. Uma nova reunião será marcada para definir os planos de ação de todas as entidades envolvidas. Após esse novo debate, um simulado será organizado.
“A partir deste encontro organizaremos as estratégias de ações a serem adotadas em casos de grandes incêndios. Em 2014, por exemplo, perdemos mais de cinco mil hectares em duas semanas. A articulação entre todos os órgãos é fundamental para estarmos prontos, para agir de forma rápida e eficaz nestes casos de maior proporção”, disse o comandante do Corpo de Bombeiros de Petrópolis, Agostinho Sequeira.  











segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Curso de iniciação ao Radiomadorismo

Curso de iniciação ao Radiomadorismo ministrado pelo Rádio amador Sales Moreno da AMRASE e organizado por pela Roer Petropolis